Destino: a fofíssima Colônia de Sacramento

No recente feriadão resolvemos pegar a estrada ao Uruguai, já que para nós, gaúchos, é um destino possível de se chegar dirigindo, e conhecê-lo em poucos dias. Saímos na quarta-feira no final do dia e paramos em Rivera, onde dormimos até a quinta. Pela tarde, depois das tradicionais compras em free shop, programamos o Waze para Colonia del Sacramento, cidade de pouco mais de 25 mil habitantes, em uma península ao sudeste do Uruguai, à beira do Rio da Prata.

Única uruguaia colonizada por portugueses (em 1680), e considerada Patrimônio da Unesco em 1995, a graciosa Colônia é, como seu nome adianta, uma cidadezinha de estilo colonial, cheia de ruelas de pedregulhos, casas coloridas preservadas, pequenos restaurantes e cafeterias, galerias de artes e carros antigos. Não tem como não se apaixonar pelo clima tranquilo e voltar ao passado. Poderíamos compará-la com o interior de Portugal, ou, no Brasil, à Paraty ou algumas cidades mineiras – claro, por conta da mesma origem.

Na chegada à Colônia de Sacramento, vindos pela Ruta 1, nos encantamos com os quilômetros de palmeiras enfileiradas, trazidas do nordeste brasileiro. Dormimos em uma pequena pousada próximo do portão que dá acesso ao Bairro Histórico, que é o local mais emblemático e interessante da cidade. A partir dali caminhamos por tudo: pela orla (Rambla), pelas ruelas como a Calle de Los Suspiros e pelas diversas praças da região.

Apesar de pequena, Colônia oferece muito aos turistas. Conhecemos a Igreja Matriz, subimos no Farol, de onde se tem uma vista linda, compramos souvenir nas diversas lojinhas de artesanato, tomamos café na tradicional Freddo, almoçamos na coloridíssima  Drugstore, tiramos fotos com os carros antigos, visitamos o Museu do Azulejo, descansamos na Plaza Mayor, e assim se passaram imperceptíveis as horas, até que a noite pegamos um ferry boat para atravessar o Rio da Prata rumo a Buenos Aires. Mas antes de contar sobre a capital argentina, nos despedimos de Colônia resumindo seus pontos turísticos em texto e fotos:

Plaza Mayor – praça principal da região antiga, onde se concentram bares, restaurantes e cafeterias

Portón de Campo – porta de entrada da antiga cidade, construído entre 1968 e 1971 e que ainda conserva restos da antiga muralha que existia em Colonia.

Calle de los Suspiros – a rua mais antiga. Tem um estilo tipicamente português e ainda conserva as pedras de seu pavimento original.

 

Farol – finalizado em 1857, está junto às ruínas do Convento de San Francisco, nos arredores da Plaza Mayor. É possível subir nele e observar todo o centro histórico de Colonia e também a movimentação dos barcos no rio.

 

Avenida General Flores a principal avenida da região mais nova da cidade

Muelle 1866 e Rambla –  de onde é possível ver toda a orla de Colonia

Museo Portugués – exibe réplicas de móveis e uniformes utilizados pelos portugueses.

Museo do del Azulejo – mostra diferentes tipos de azulejos de países como Portugal, Espanha e França, além dos primeiros utilizados no Uruguai

11a1b258912.jpg13.jpg14.jpg15.JPG16.jpg17.jpg17a17aa.JPG18.jpg19.JPG20.JPG22.jpg23.jpg23a.JPG24252626a2829303132333435363838a3940414243444546474852

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s