Look + conhecendo a torre de Pisa, na Itália

Na mesma noite em que assistimos ao show de Andrea Bocelli (leia aqui), dirigimos até a cidade de Pisa, também na Toscana, distante a menos de 1 hora da terra do tenor, para dormirmos por lá. Confesso que nossa escolha por esta próxima parada se deveu ao fato de haver poucos hotéis disponíveis ao redor de Lajatico, e como Pisa estaria no caminho de Roma, nosso destino seguinte, já aproveitaríamos para conhecer a famosa torre “caída”. E assim aconteceu: chegamos em Pisa na madrugada, paramos famintos na única lanchonete aberta, comemos um sanduíche e procuramos desesperadamente pelo nosso hotel…afinal, o cansaço era master!!! Já recuperados, na manhã seguinte fomos até o local mais visitado desta bela comuna italiana: a Piazza dei Miracoli, principal espaço público, onde fica a Catedral (Duomo), o Batistério e a Torre Sineira (Campanário – que parece estar “tombando”).

Obviamente logo corri empolgada  para fazer a clássica foto “empurrando/segurando” a torre, assim como centenas de turistas estavam tentando – e esta parte é engraçada, porque além de disputar um “lugar ao sol”, você ainda tem que se esforçar para tudo dar certo, enquanto o marido reclama das milhares de patetices e cliques frustrados, hahaha. Bem, mas depois de finalmente conseguir uma foto “mais ou menos” com a torre de Pisa, caminhamos pelo centro da cidade, onde há uma simpática rua principal cheia de restaurantes. Por ali degustamos presunto parma, queijos típicos, massinhas de pizza e outras delícias italianas. Também compramos souvenirs e um sorvete para espantar o calor de quase 40 graus.

Pisa, apesar de não ter tantas atrações turísticas, é bastante interessante pela sua história e arquitetura. Descobertas arqueológicas recentes revelaram a existência de um grande porto fluvial da época romana no seu subsolo. Foram encontradas mais de 30 embarcações de vários modelos, algumas delas intactas e ainda com a mercadoria que transportavam. E seria por ali ter existido mar que a torre de mármore, de oito andares (onde se pode subir) teria se inclinado. Outra história interessante é a de que São Pedro teria desembarcado no porto de Pisa para pregar o Evangelho, e dali, seguido para Roma. Além da história, a arquitetura se torna diferenciada pela mistura de casarios coloridos italianos com imponentes prédios brancos de mármore. Outro ponto alto também é o Rio Arno (mesmo de Florença) e suas margens. Ou seja: uma cidade que vale a pena pelo menos um bate volta de um dia!

Veja as fotos e meu look do passeio – calça culote de linho + sandália gladiadora + cropped estampado

 

12344a56791011121315816

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s