Arquivo | agosto 2012

Vermelho, vedete do inverno

Hoje quero contar sobre uma boa surpresa que tive ao caminhar pelo centro de Munique (Alemanha) e observar as vitrines das grandes lojas: a cor vemelha estava em 9 de 10 delas…ou até arriscaria dizer que em 10 mesmo, pelo menos em algum detalhe. Surpresa porque gosto muito da cor, principalmente no inverno. Acho que, quando usada em peças minimalistas, de corte mais reto e padronagem estruturada, fica elegante e sensual na medida certa. Combina com preto, cinza, bege, branco e até mesmo com azul royal, amarelo, verde, estampas e listras. Entrei no clima “femme fatale” do vermelho, com a ajudinha de um blazer e um colar. Gostaram?

O blazer vermelho deu “vida” ao look

Preto e branco: elegante e atemporal

“O preto domina tudo, assim como o branco. Eles são a beleza absoluta. São a harmonia perfeita. Coloque uma mulher de preto num salão de baile e todos os olhares estarão sobre ela.” (Coco Chanel)
Clássica, atemporal e adaptável a qualquer estilo e corpo, a combinação do preto e branco garante um resultado chique, discreto e sem margem para erros. A mais eclética composição, eternizada por Coco Chanel, reina absoluta até os dias de hoje, seja em roupas formais como em peças mais despojadas. Para arrasar neste sábado,  inspire-se em looks que separei para você, saídos diretamente das vitrines de Madrid. Eles vão de vestidos a camisas e blusões. Confira!

O vestido branco ganha ares fashion com uma jaqueta de couro e cinto preto

Para dar uma repaginada moderna ao PB, combine-o com uma cor vibrante (em blusa, colar ou sapato…)

Oncinha dia e noite

Se me pedissem para apontar algum item que nunca sai de moda, arriscaria dizer que é a padronagem de oncinha. Décadas vão, coleções vêm, e lá está a eterna e absoluta estampa brilhando em roupas e acessórios, ora como exemplo máximo de cafonice, mas facilmente sinônimo de riqueza e estilo. Para não escorregar na escolha, já que há um limite tênue entre o bom e o mau gosto, é preciso estar atenta a regrinhas:

* Quem ama oncinha (como eu!), às vezes pode acabar se excedendo na paixão, e usar a estampa dos pés a cabeça. Evite, fica over!

* Quanto maior o tamanho das “pintinhas” da onça, mais elas “engordam”. Se estiver acima do peso, opte por uma padronagem mais miudinha.

* Acessórios dourados deixam o visual “perua” (o que é permitido, mas com moderação), por isso há que se dobrar a atenção. Acessórios coloridos, como um maxicolar pink, por exemplo, dão uma descontraída e surpreendem.

* Se você não se sente segura em usar uma roupa de oncinha, opte por um lenço, uma bolsa, uma pulseira…

*  É possível misturar a oncinha com outras estampas, como o listrado preto e branco. Mas fique nos mesmos tons.

Para esta sexta-feira criei um look simples (com uma peplum de oncinha e um short jeans), que pode ser usado tanto de dia como a noite. Vale lembrar que a estampa é versátil, pondendo ir de um passeio em plena luz do sol a uma balada ou jantar formal. Aproveito para mostrar também uma combinação básica para quem não quer errar, que usei em uma viagem: calça jeans, blusa branca e blazer de oncinha. Que tal?

Do passeio diurno a balada, este look é versátil e estiloso

Para não errar, combine uma camiseta branca (ou preta), um jeans e uma peça de oncinha

Destaque para o cinto de “plaquinha” dourada e spikes, modelo super em alta

Saias e vestidos tubinho

O modelo saia-lápis (ou tubinho) surgiu em meados dos anos 50, e acabou se tornando um clássico do guarda-roupa feminino. Sensual e elegante, ganhou força no cinema francês como símbolo da mulher poderosa de negócios. Já no Brasil, foi amplamente adotado a partir da década de 1960, combinado com scarpins, camisas e twin-sets. Apesar de continuar um clássico, o modelo apareceu em versões modernas, encurtando um pouco de tamanho, ganhando cores vivas e materiais ainda mais elásticos, e passando a ser usado também de forma casual. Estrela do verão 2012, o tubinho segue nas coleções de outono das marcas européias, nas versões monocromática, brocado, rendado, e com estampas que vão do étnico ao militar, animal print e floral. Não só as saias (em couro, coton, renda, lã…), mas também os vestidos surgem na versão, mas sem serem vulgares (cuidado para não confundir a tendência com roupa de “periguete”, hein?! hehe). Em uma caminhada pela Gran Via, principal rua de Madrid, ví diversos exemplos nas vitrines e fotografei para você…Ah, e também montei uma versão minha, com saia de motivo étnico, tricô de verão, maxicolar e um coturno confortável e despojado para as viagens e passeios diurnos – a noite ficaria bacana com um scarpin. Veja só:

Casual chique: saia-lápis de renda combinada com jaqueta de couro

A saia de brocado também pode ser usada de dia com uma peça mais básica, como o blusão de tricô

A mini saia tubinho de couro fica linda no inverno e também no verão – esta é de matelassê

Esta só leva um detalhe de couro e também de tachinhas

Já na onda do militar (tendência para o outono-inverno europeu 2012), esta saia tubinho fica ainda mais descolada com a botinha

Versão vestido ( detalhe do cinto de plaquinha, outro hit)

Meu look com saia de estampa étnica, usada em uma viagem (e por isso a botinha confortável)

Mais de pertinho, para você ver os detalhes da estampa

Vestido tubinho, na minha versão (estampa animal print)

Caveiras repaginadas: elas brilham ainda mais!

Não é novidade que as caveiras deixaram de se restringir ao armário de motoqueiros, metaleiros, roqueiros e outras tribos para se tornarem símbolo da liberdade e versatilidade da moda. Estilistas como Alexander McQueen e o brasileiro Alexandre Herchcovitch, além de diversas grifes internacionais e nacionais, dedicaram coleções inteiras ao tema. A queridinha dos fashinistas, no entanto, vem mostrando seu poder de sobrevivência há diversas temporadas, como ao último inverno e verão europeu. E agora que as apostas para o outono inverno começam a pintar por aí, lá estão elas novamente, mas com toques de glamour: tons metalizados, aplicações de strass e pedrarias, texturas em relevo, flores e estampas. Em camisetas, lenços, bijuterias, vestidos, camisas e até em bolsas e carteiras, continuam sendo símbolo de estilo, ousadia e personalidade. No meu look de hoje, para ir ao centro conferir novidades, uma t-shirt com caveira metalizada e estampa de oncinha, combinada com uma saia longa transparente (outra tendência que mostrarei já, já). Para entrar de vez no clima do “caveirismo”, uma pulseira e uma carteira com textura do mesmo tema. Ah, e por falar em acessórios, abusei da mistura de metais, já que a ordem do momento são as misturas e exageros. Veja só!

Caveira metalizada, com estampa semelhante a de oncinha

 
Carteira com textura de caveiras, e um maxi anel (tendëncia dos exageros)

As caveiras seguem nas coleções de inverno das marcas européias, como na Zara (primeira camisa na foto, na esquerda, e camiseta com caveira de flores)

Hello, girls!!!

Hoje inauguro meu blog, o “Moda na Mala”, que vai mostrar o que anda acontecendo no mundo fashion pela Europa – tanto nas vitrines, nas passarelas, como nas ruas. Como tenho viajado bastante, fico observando o que as meninas usam nos seus passeios, o que levam em suas malas, e quais as diferentes combinações que fazem para estarem na moda, sem deixar o conforto de lado. Aqui vou mostrar para vocês looks de viajantes, as novidades nas vitrines de diversas cidades, a moda das ruas e o que eu uso e aprovo. Então vamos ao look do dia!

Para começar, uma blusa peplum de couro (sintético, porque amo os animais), com bordados em linha, que escolhi para um passeio por Bruxelas (Bélgica). Este modelo nostágico dos anos 50, como se tivesse uma saia anexada, já aparece com tudo nas coleções de outono e inverno de grifes européias, tendo como principal referência o New Look de Christian Dior. Ele deixa a silhueta superelegante e marcada, disfarça qualquer cinturinha um pouco fora de forma, além de ser muito feminino. Combinei com uma calça preta e uma sapatilha da mesma cor, já que caminhei muito naquele dia. Mas fica lindo também com um salto alto. Ah, e para quebrar um pouco o look dark, apostei em um maxicolar branco. E aí, gostaram?

Imagem

Imagem

Alguns exemplos de como usar a peplum