Nova sobrancelha com a técnica Microblanding

Quem é antenada em beleza sabe que de nada adianta uma maquiagem perfeita, se a sobrancelha deixar a desejar. Uma sobrancelha bem feita é sinônimo de finalização impecável de um rosto, e tem a capacidade de levantar o olhar e até mesmo equilibrar a expressão facial. São diversas as técnicas para aperfeiçoar o design dos supercílios, preenchendo falhas e desenhando um modelo que combine e valorize seu rosto. Mas uma técnica chinesa milenar, readaptada para a modernidade, tem feito sucesso entre as famosas: a Microblanding.

Utilizando a arte do tebori – pequenas lâminas e uma mistura de tintas – através da técnica a pele sob a sobrancelha é pigmentada, além de os fios serem desenhados conforme o gosto da cliente e a simetria avaliada por uma profissional. E é justamente por este cuidado todo, com resultado natural, que o microblanding tem sido cada mais mais popular, levando em conta ainda sua durabilidade de 4 meses até 1 ano e a ausência de contra-indicações.

Sabendo disso, escolhi este método para aperfeiçoar minhas sobrancelhas, que foram cuidadosamente desenhadas e pigmentadas (com toda higiene e delicadeza do mundo!!!) pela especialista Cláudia Ferreira, do salão Cabelos e Arte, de Santa Cruz do Sul. A designer de sobrancelhas e técnica em Microblanding analisou os fios, calculou a simetria, retirou os pêlos em excesso e realizou a coloração fio a fio, totalizando cerca de 45 minutos. Fiquei muito satisfeita com minhas “incríveis novas sobrancelhas” (hehe) – e o melhor de tudo: agora não preciso mais pintá-las todos os dias, como fazia. Amei e recomendo muuuuito!!!

Veja as fotos do meu look no salão (tem que ter o registro da produção, né?!), o passo a passo e o resultado:

13455a67891011121314

Meu look e o que fazer no Rio em pouco tempo

No post desta quarta-feira vou fazer algo diferente: um mix de duas viagens que realizei ao Rio de Janeiro em um curto espaço de tempo (no final de fevereiro, no Carnaval, e agora, em abril). Neste exato momento que escrevo me encontro hospedada na Cidade Maravilhosa, na Barra da Tijuca. Da outra vez, para o Carnaval, fiquei em Copacabana, e registrei alguns passeios bacanas para mostrar à você. Com a correria do dia a dia e outros posts surgindo, acabei guardando no meu arquivo para “juntar” tudo agora. Sendo assim, elaborei esta matéria com dicas rápidas do que fazer no Rio para fugir dos programinhas clichês. Então tem de tudo um pouco: restaurante, cafeteria, visita a um bairro tradicional, passeio com vista para a cidade, caminhada na orla. Ah, e antes, o look que usei ontem (feriado de Tiradentes) para ir ao Barra Shopping almoçar.

346711

ADMIRAR A PRAIA DE UM JEITO DIFERENTE: Tire algumas horinhas do dia para caminhar tranquilamente pela orla de Copacabana, Ipanema e Leblon, na Zona Sul, admirando o jeito carioca de ser. As pessoas andando de bicicleta, passeando com carrinhos, patinando, correndo, tomando água de coco. Vale a pena observar as estátuas de bronze no calçadão, como de Dorival Caymmi, Carlos Drumond de Andrade, Ary Barroso, Siqueira Campos. Depois, conheça uma das vistas mais bonita de Copacabana, Ipanema e Pedra da Gávea, e com sorte, ao som de saxofone ou outros instrumentos de artistas pelo pátio do Forte de Copacabana. De quebra, visite o museu militar e tome um café na filial da Colombo (melhor ainda no pôr-do sol!!!).

IMG_0467IMG_0459IMG_0466IMG_0472

IMG_0470

CAFÉ AO ESTILO EUROPEU:  E por falar na Confeitaria Colombo, sinta-se na Europa degustando um café sob a cúpula iluminada de sua matriz, no coração do Rio de Janeiro. A casa, com mais de 100 anos de história, é ponto obrigatório para os turistas, que ficam encantados com seus distintos ambientes: Restaurante Cabral, Bar Jardim e Restaurante Cristóvão. É de impressionar a decoração muito bem conservada, com imensos espelhos originais de cristal, trazidos da Europa, afrescos dourados e piso de mosaico.

IMG_0653IMG_0647IMG_0651IMG_0724

APRECIAR A PAISAGEM DE OUTRO ÂNGULO: Ao invés de Cristo Redentor ou Pão de Açúcar, por que não contemplar o Rio de Janeiro de um ângulo diferente do convencional? A Vista Chinesa, mirante em estilo chinês localizado no bairro do Alto da Boa Vista, dentro da Floresta da Tijuca, proporciona uma bela imagem de importantes pontos turísticos da capital carioca, e sem muito tumulto de turistas. A estrada que leva ao local também é muito bonita e vale a visita.

IMG_0614IMG_0611IMG_0608IMG_0640

ARQUITETURA E HISTÓRIA: Como o Rio não é só feito de praias, é importante conhecer seus prédios históricos, bairros tradicionais e sua cultura. Uma caminhada pelo centro da cidade já proporciona admirar a Catedral São Sebastião, o Convento de Santo Antônio, o Teatro Municipal, Edifício Mozart, dentre outros. Perto do centro fica a Lapa e seus famosos Arcos, o Circo Voador (por onde já passaram grandes artistas) e a Escadaria Selarón (já mostrei outra vez aqui). Observe que na boêmia Lapa e em Santa Tereza há várias pinturas nos muros e fachadas de prédios.

IMG_0667IMG_0669IMG_0675IMG_0678IMG_0691IMG_0702IMG_0704

COMER BEM E BADALAR: Para jantar ou almoçar, nada melhor do que escolher um dos charmosos e concorridos restaurantes do Leblon (que tal ainda dar de cara com uma celebridade? Bem possível!). Os mais descolados e famosos são: Sushi Leblon (de comida japonesa), Quadrucci (italiano, de massas e risotos), Téréze (comida contemporânea), Antiquarius (comida portuguesa), Zuka (frutos do mar), Celeiro (comida natureba a quilo), Briggite (comida contemporânea). Nós escolhemos o Quadrucci, e pedimos um dos pratos tradicionais  da casa: o nhoque de funghi, gratinado com queijo Grana Padano. Para acompanhar, caipilé de uvas verdes e picolé de limão, uma delícia!!!!

IMG_0519IMG_0523IMG_0522IMG_0526

CAIR NO SAMBA: Não tem como visitar o Rio de Janeiro sem ir sequer uma vez ao Rio Scenarium cair no samba, comer petiscos locais e apreciar a decoração inusitada dos três andares de uma das casas noturnas mais famosas da Lapa (reúne cerca de 2 mil pessoas a cada festa). Como o próprio site explica, é um “espaço privilegiado do samba, da MPB, do choro, do forró e da gafieira na noite carioca, e reforça o processo de revitalização cultural do Centro Histórico do Rio Antigo”. Vale muito a noitada!!!

IMG_0582IMG_0583IMG_0586

 

Tênis de corrida para compor look casual

Não é novidade misturar peças esportivas com outras elegantes ou básicas, criando um estilo “street-chic”. Mas cada vez este mix descolado ganha adeptos, seja pelo conforto ou pelo resultado estiloso e antenado. Aquele tênis colorido de academia, por exemplo, pode compor um look moderno e irreverente com calça jeans, short, saia ou até mesmo vestido. A ordem é usar a criatividade e personalidade, mas cuidar para não parecer colegial demais – por isso, uma dica é não deixar a meia aparecer e nem usar tantas cores na mesma produção. Foi o que fiz neste domingo: escolhi um tênis pink com calça detroyed, bomber jacket e óculos de sol (combinando com o tênis). Fui assim até a Praia dos Ingazeiros e Porto Ferreira passear de barco com os amigos, e aproveitei para clicar esta ideia de look despojado para você – até como sugestão confortável para o feriado que vem aí. Inspire-se!

1245678101112131415foto 3 (1)tenis-008tenis-006tenis-002tenis-003tenis-004tenis-007

 

Lacinho no pescoço, tendência para o inverno 2015

Ele já foi tendência em outros invernos, mas volta novamente à cena para dar aquele toque feminino e elegante aos looks quentes. O laço no pescoço, seja na versão estreita, de fita, ou largo, elaborado com lenços de seda, se tornou hit entre fashionistas e famosas, seja embutido em camisas (“gola laço”) ou solto como se fosse colar. A ideia é personalizar a produção, tanto para eventos formais como compromissos casuais. Se você tem uma camisa gola laço, use-a com calça flare, saia lápis ou até mesmo com short de alfaiataria. Caso não tenha, tire do armário aquele lenço colorido e amarre-o sobre uma camisa ou camiseta – vale também uma fita bonita de veludo ou cetim.

Eu já havia usado em outras ocasiões o lacinho no pescoço, como na viagem a Innsbruck (leia aqui), na inauguração de uma loja em Santa Cruz e quando me formei Consultora de Imagem. No post de hoje criei mais uma verão do laço, com lenço branco e azul de cetim. Veja os cliques e algumas dicas de como aderir à tendência:

– Se tiver seios volumosos ou ombros largos, opte por dar um meio laço, nó simples ou um laço pequeno, de forma a deixar as pontas soltas, assim não cria volume na região e alonga a silhueta.

– Para quem tem seios pequenos ou ombros estreitos, aproveite para abusar dos laçarotes avantajados, criando assim volume e chamando a atenção para a região.

– Se você tem pescoço curto, use golas laço em tecidos bem fininhos ou opte por um nó mais folgado, de forma que não vá causar volume demais para esconder o pescoço.

123457874310-e1406835587149120-e1406655578957laco-pescocoBlusa_gola_la_o_II_1_Tendência-de-Lenço-no-Pescoço-Inverno-2013-9laços2laços3

Casamento lindo em Santa Cruz (looks + festa)

Depois do casamento dos sonhos em Minas Gerais (leia aqui), tive a honra de participar de mais uma boda divina de pessoas muito especiais, desta vez em Santa Cruz do Sul. Os queridos amigos Indira Dini e Alex Schwengber emocionaram a todos no entardecer do último sábado, em uma cerimônia campestre na sede da AABB, dizendo o “sim” ao som de piano e canto lírico. Tudo encantador, maravilhosamente decorado pelo Carlinhos Weiss, super bem organizado pela Claudia Weigel e sua equipe da Invitare (aliás, obrigada pelas fotos, Claudia!). A festa começou no cair do dia, e foi até o amanhecer de domingo, com muita música e animação!!!

É claro que eu não poderia deixar de fazer os registros para mostrar aqui no Moda na Mala para você, e contar tudinho sobre meu look. Escolhi um vestido de renda pink com forro nude, bordado com pedrarias pink e douradas, com exclusividade, pela Camila Santos (atelier de customização e bordado em Santa Cruz). Já os cabelos foram criação da Cabelos e Arte, seguindo a tendência de volume e ondas nos fios. Ah, antes de irmos aos cliques, deixo ainda um agradecimento à amiga Sabine Haeser e seu pai Moacir Haeser por algumas fotos. Veja só:

11150370_10205570930209332_9084922815053820423_n

1234567891019491_10205570912408887_5157865847363474890_n11017122_10205570905208707_1012524292114893201_n11061265_10205571038652043_3596131556930601601_n11036807_10205570896568491_5104155600388762600_n11137125_10205570900368586_7078035813219957287_n11133776_10206060968980515_3202003401301266542_n11018105_10206060479808286_7232481071037308550_n11136698_10206060969860537_1040390563539140355_n11138579_10206060470408051_5464385622712313471_n10526141_10205570919769071_962578350753744003_n10646896_10205570948529790_7778281315501952813_n10552556_10206060970220546_3774911433909148623_n1798841_10205570955769971_4298300835806444213_nfoto 5foto 4 (1)11147096_10205570885008202_6744582055057735887_n11062337_10205571221176606_7172437464516240876_n11119105_10206061888803510_5384208319682801958_n1975173_10206061888283497_1998888975078216056_n

Look: blazer pink, calça jeans e colar boho

Já que a brisa fresca de outono resolveu aparecer neste começo de semana, montei um look com uma das peças mais queridinhas das estações frias: o blazer!!! (Confesso ser apaixonada por blazer e tê-lo em variadas cores e modelos no meu armário, já que ele nunca sai de moda e deixa qualquer produção com cara “arrumadinha”). Por ser uma peça versátil, você pode usá-lo tanto em um look despojado – por exemplo, com calça jeans clara, short ou saia longa – como em produções elegantes para a noite ou trabalho – com vestido, saia lápis, calça preta, jeans escuro.

O fato é que o blazer, como qualquer outra peça de alfaiataria, dá aquele “up” no visual, tornando-o sem dúvida mais elegante. E o bacana é que há algumas temporadas ele é elemento confirmado nas coleções, em diversas cores (até as mais vibrantes), modelos (desde tradicional, a slim, jogging e byfriend) e materiais criativos (moletom e neoprene). Ou seja, é um clássico que vale a pena investir…e depois, é só soltar a criatividade na hora de montar os looks!!! Veja minha sugestão, com jeans claro destroyed, blusa de renda e colar boho:

134567891011

 

Grife mineira Ave Maria e sua moda original

Durante minha estada em Belo Horizonte no último fim de semana, conheci uma das grifes mais charmosas e criativas de Minas Gerais: a Ave Maria. A marca, relativamente jovem,  se utiliza de rendas, tules, plumas, sobreposições de cores e bordados para expressar uma moda alternativa com toque de sofisticação, cheia de originalidade e atemporalidade. As estampas digitais sacras e até de obras de arte – como é o caso da atual coleção com imagens de obras do pintor austríaco simbolista Gustav Klimt – também ajudam a diferenciar as peças da Ave Maria, e torná-las exclusivas no mercado brasileiro.

Fiquei encantada principalmente com os longos de renda com bordados de linhas coloridas e pedrarias delicadas, com recortes, decotes e fendas estratégicas – tudo muito feminino e ao mesmo tempo ousado!!! Em tempos de “uniformização” da moda, criações originais e bem pensadas despertam nosso imaginário e nos fascinam, seja através de vestidos, saias, blusas ou calças da grife – obras quase artesanais, com referências sentimentais, elementos da cultura kitsh e modernos. Um show a parte! Separei algumas peças para mostrar para vocês:

12345678101112131617182314242526272829303120